Observatório de Publicidade em Tecnologias Digitais
Rss Feed
Tweeter button
Linkedin button
Flickr button
Newsvine button
Youtube button
 

Questionário

Responda e colabore

O Observatório está realizando uma pesquisa sobre Participação em campanhas publicitárias na internet e precisa da sua ajuda. Participe!

Saiba mais »

Relatórios

A produção do Observatório

Periodicamente nossas pesquisas resultam em relatórios sobre temas do universo da publicidade digital; Confira os assuntos já abordados.

Saiba mais »

Parceria

Integração Universidade/Empresa

O OPTDigitais é fruto de uma parceria entre a Faculdade de Comunicação da Ufba e a agêcia de publicidade Propeg.

Saiba mais »

 
Blog

Monitoramento dos Candidatos à Prefeitura de São Paulo – Final

Depois do monitoramento feito com os três principais candidatos no primeiro turno, selecionamos os dois que foram ao segundo turno e fizemos um panorama completo do uso do Twitter por esses dois políticos durante todo o período de campanhas. Os dois candidatos que foram ao segundo turno em São Paulo foram José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT), com vitória do candidato petista.

Abaixo, temos o gráfico do volume de Tweets dos dois monitorados durante todo o período de campanha. Percebe-se uma grande diferença nas primeiras semanas, que foi diminuindo no início de setembro. No segundo turno, os dois candidatos já estavam com um volume de tweets semanais muito parecidos. tweets

Com o volume de Retweets aconteceu o oposto. Os dois candidatos tinham um número de RTs mais próximos no início da campanha (apesar de Serra ter um número maior) e essa diferença foi crescendo ao longo das semanas. Chegou ao ponto de, na semana de 24 de setembro, o candidato do PSDB ter 1.449 retweets enquanto que o candidato petista foi retuitado apenas 144 vezes.

RTS

Os números de novos seguidores também variaram muito, mostrando que Haddad foi se tornando mais “interessante” para o internauta ao longo da campanha. Já o candidato José Serra, teve uma queda muito grande no número de novos seguidores, chegando ao ponto de descer de 2.205 novos seguidores em 23 de julho para 136 dois meses depois.

novos seguidores

O número de menções não pôde ser monitorado nas primeiras semanas por conta de um problema com as ferramentas, mas temos os dados a partir de 10 de setembro. O gráfico mostra um aumento do número de menções aos dois candidatos, mas um crescimento maior do candidato José Serra. O número grande de menções, entretanto, não é necessariamente algo bom, já que o usuário do Twitter pode mencionar o candidato de uma forma positiva ou negativa.

mençoes

 

Monitoramento dos Candidatos a Prefeitura do Rio de Janeiro – Final

Encerrada as eleições municipais no Rio de Janeiro, que terminou no primeiro turno com vitória do candidato Eduardo Paes, apresentamos agora o resultado final, com os dados recolhido em todo o período de campanha, do monitoramento feito do Twitter dos candidatos Eduardo Paes e Marcelo Freixo.

O primeiro gráfico apresenta o volume de tweets escritos por cada candidato. Como pode-se observar, o candidato que escreveu a maior quantidade de tweets foi o candidato derrotado, Marcelo Freixo, porém esse número não seguiu uma linha crescente ou decrescente, apresentou dois picos no meio da campanha e depois teve uma queda. O candidato Eduardo Paes, no entanto, apresentou um gráfico decrescente.

volumede tweets

O próximo gráfico mostra o número de Retweets que cada candidato obteve. Mais uma vez, o candidato Marcelo Freixo apresentou um número superior, dessa vez com um gráfico crescente durante todo o período eleitoral, chegando ao pico no fim da campanha. Já o candidato Eduardo Paes, que possuiu um número muito menor de RT’s, apresentou um gráfico decrescente.

volume de rts

O gráfico seguinte apresenta o número de Menções no Twitter, e mais uma vez Marcelo Freixo estava a frente de Eduardo Paes, que apresentou um gráfico decrescente, enquanto Freixo conseguiu durante a campanha número altos de menções em alguns momentos, principalmente no fim do período de campanha eleitoral, onde atingiu o pico.

volume de menções

O último gráfico apresenta o monitoramento do número de novos seguidores que cada um obteve durante o período eleitoral. Neste gráfico os candidatos se equivaleram em diversos momentos até quase o final da campanha, estando os dois candidatos se alternando a cada semana em número de mais seguidores. Apenas na ultima semana de campanha que o candidato Marcelo Freixo deu um pulo nessa numeração, conseguindo um número de novos seguidores bem superior ao do adversário.

volume de novos seguidores

Fazendo um balanço geral da campanha como um todo, podemos perceber que o nível de envolvimento dos candidatos e dos eleitores através do Twitter não foi refletido nas urnas na cidade de Rio de Janeiro, já que na rede social o candidato Marcelo Freixo teve uma grande vantagem em relação ao candidato Eduardo Paes, mas acabou perdendo nas urnas logo no primeiro turno.

 

CartazIWantYou2

 

Concurso Cultural OPT Digitais

Em breve faremos um concurso cultural na nossa página oficial do Observatório (/optdigitais) para comemorar um ano do lançamento do nosso primeiro livro. O ganhador vai levar para casa um exemplar de Publicidade Digital: Formatos e Tendências da Nova Fronteira Publicitária. O livro, resultado da parceria UFBA/ Propeg, tem capítulos dos mais variados assuntos relacionados à publicidade digital e as últimas tendências no meio.
Fique de olho na nossa Fan Page e concorra!

OPTBOOK

 

Monitoramento de Candidatos à Prefeitura de São Paulo (16/07 – 08/10)

Finalizado o primeiro turno das eleições 2012, estamos publicando os dados referentes ao uso do twitter pelos principais candidatos à prefeitura de São Paulo neste período. Foram monitorados: José Serra (PSDB), Fernando Haddad (PT) e Celso Russomanno (PRB).

Até duas semanas antes das eleições, o candidato do PRB aparecia como preferido nas pesquisas de intenções de voto realizados pelo IBOPE (www.ibope.com.br). Na reta final, esse quadro mudou, mostrando uma queda de Russomanno e um empate técnico entre os três candidatos. Os dados da pesquisa do IBOPE de 06 de outubro são de que Serra, Haddad e Russomanno estavam, os três, com 22% de intenções de voto cada.

O volume de tweets dos três candidatos começou bem diferente e foi se igualando ao final.

tweets final

Já o volume te retweets ficou mais ou menos constante até três semanas antes das eleições. José Serra teve dois picos, um de 1449 RTs em uma semana e e outro de 1074 na semana final. O primeiro pico ocorreu por conta de alguns tweets sobre futebol que o Serra postou e acabaram se tornando muito populares. O pico da última semana, aparentemente, se deu pelo apoio dos eleitores ao candidato. Todos os tweets dessa semana foram muito retuitados.

rtfinal

O número de novos seguidores a cada semana também foi mais ou menos constante, tirando, mais uma vez, os dados do candidato do PSDB. José Serra, que por já ser popular na rede ganhava mais seguidores que seus concorrentes no início, foi diminuindo significantemente esse número ao longo das semanas.

seguidoresfinal

O volume de menções não pôde ser acompanhado no início, mas as últimas seis semanas mostram que Haddad e Russomanno, mais uma vez, ficaram empatados nesse sentido e Serra disparou, principalmente na última semana, com um volume de menções bem alto.

mençõesfinal